Anonim

Medo de fogos de artifício em cães

Quando o primeiro foguete dispara, seu cão desaparece repentinamente em ação e é provável que você o encontre no canto mais distante do armário mais escuro ou debaixo da cama. Mesmo que seu cão seja uma das raças mais cruéis, ele pode ficar tremendo no seu colo ou aos seus pés quando há fogos de artifício.

O medo de fogos de artifício e outros ruídos altos não é incomum em animais de estimação. No mundo animal, o medo é uma resposta normal a uma situação ameaçadora ou estímulo aversivo e é projetado para proteger o animal de danos. Uma fobia é uma resposta persistente ao medo excessivo e irracional. Medos e fobias podem se desenvolver em qualquer idade e em qualquer raça.

Os medos, em geral, podem se desenvolver após um único evento assustador ou podem surgir gradualmente ao longo do tempo. Eles são reforçados se a apresentação do estímulo for frequente. Os cães que têm medo do barulho geralmente não aprendem a tolerar os sons indutores de medo. De fato, eles geralmente se tornam mais temerosos a cada exposição e o medo geralmente se generaliza para incluir outros sons semelhantes. Por exemplo, cães que começam com fobia de trovão podem eventualmente ficar com medo da chuva ou do vento.

Um cão medroso pode congelar, passear, ofegar, tremer, salivar, tentar escapar, esconder-se ou latir com o barulho indutor de medo. Em casos graves, os cães podem até se machucar em suas tentativas de escapar.

Diagnóstico do medo de fogos de artifício em cães

Um exame físico completo por um veterinário é importante, não apenas para descartar problemas médicos simultâneos que podem exacerbar o medo do seu cão, mas também para verificar se ele está saudável. Você também pode considerar consultar um behaviorista.

Em muitos casos de fobia por ruído, o diagnóstico é óbvio. No entanto, se os ruídos ocorrerem quando você estiver ausente, você pode voltar para casa para descobrir destruição, micção ou defecação. As gravações de áudio ou fita de vídeo podem ser úteis nessas situações para determinar o que desencadeia os problemas de comportamento.

Tratamento para cães com medo de fogos de artifício

O tratamento pode ser tão simples quanto levar seu cão para dentro de casa, ligar o rádio / televisão / ventilador / ar condicionado (“ruído branco”) ou fornecer um esconderijo confortável ou um “local seguro”.

Se os sinais do seu cão forem mais graves, um programa usando contra-condicionamento e dessensibilização pode ser útil. Essa técnica envolve replicar o ruído por meio de uma gravação em fita e, em seguida, expor seu cão relaxado ao ruído em volume baixo. Você pode aumentar o volume gradualmente, tomando cuidado para não causar medo ao seu cão em nenhum estágio. Um veterinário ou behaviorista pode ajudá-lo a criar um programa apropriado.

O veterinário ou comportamentalista veterinário do seu cão também pode recomendar medicamentos anti-ansiedade.

Home Care para cães com medo de fogos de artifício

Se o medo do seu cão é leve e o ruído é pouco frequente, essas técnicas simples podem ser suficientes. No entanto, não tente tranquilizar o seu cão com palavras que acariciam ou acalmam e atenção extra, pois essa abordagem às vezes pode exacerbar o problema, reforçando a resposta temerosa do seu cão. Além disso, os cães são sensíveis ao humor das pessoas em suas vidas e podem ser influenciados pela maneira como você reage ao barulho.

Tente antecipar a possível exposição do seu cão a ruídos e evite essa exposição, se possível. Converse com seu animal de estimação em um tom de voz leve e feliz que envia uma mensagem de que os fogos de artifício não são grande coisa. Para a maioria das pessoas, no entanto, deixar seu cão fóbico em casa enquanto assiste à queima de fogos é provavelmente o melhor curso de ação.